quinta-feira, 13 de outubro de 2011


De camisa de listras, sapatos estilo “meu avô usava”,
andar estilo “meu avô andava”, pouco quase nada
de cabelo na cabeça e uma juventude que era clara
no semblante, mas distorcida em todo o resto.
Assim, se aproxima e se distancia...
Gente que pouco vejo. Mas vejo.
E me confunde o olhar. Não sei se acho interessante...
ou o que acho. Não sei. O cinto!!!!! esqueci de dizer,
 muito bem afivelado segurando a camisa de listras
metodicamente colocada por dentro da calça.
Meu vô aprovaria. Mas tem uma juventude ali.
Tem uma coisa no olhar. Algo preso por debaixo
dessa fantasia tão natural em meu avô.
Tem uma despretensão que me inquieta.
E eu sou curiosa. Quero saber...
Um dia descubro e conto aqui pra você!!