terça-feira, 11 de setembro de 2012




Fecho os olhos e sem esperar que uma estrela cadente surja, faço
meu desejo. Faço mil desejos...   

Desejo que todos os dias sejam dias de verão e que em todas as noites
haja um céu estrelado pra nos inspirar.   
Desejo motivos pra sorrir, histórias pra contar, palavras sinceras, sentimentos imperecíveis, dores passageiras, pessoas permanentes e abraços inevitáveis.  
Desejo madrugadas embaladas pelos beijos dele e dias seguintes com petit gateau no café da manhã. Desejo taças erguidas em brindes sinceros e gargalhadas soltas pelo ar. Mãos dadas, saudades findadas e harmonia no coração.
Desejo que o bem prevaleça!!!
Desejo que, havendo dificuldades, haja força para superá-las. E que, expostos ou não, a dimensão e a luz dos nossos planos sejam sempre mais
 firmes que qualquer mal querer alheio.
Em meus desejos, há flores nas janelas, cartas nos portões, fotografia nas paredes e pão nas mesas. Há música nos ares e poesia na alma. Há por-do-sol e pés na areia. Há o som dos chuviscos nos telhados e sabores de alegrias genuínas.
 E há tranquilidade, tranquilidade para se planejar...para viver!!!
Em meus desejos as verdades não aprisionam, não há mentiras, a igualdade é uma premissa e a liberdade é o prefácio da verdadeira felicidade. 
Desejo o silêncio de que é passível a reflexão. Gritos enquanto as injustiças tentarem falar mais alto e uma paleta de cores enquanto nuvens cinzas
insistirem em se instalar acerca de nós.  
E a vida...Ah! Eu desejo que brilhe. Que nos dê força pra seguir e tempo pra sonhar. Linda, leve, justa e tanto. Que a vida seja de encanto apesar
 do socorro que não se ouve de lá.  
Desejo, sobretudo, que na nossa trajetória haja fé. E que a coragem ande junto com as nossas esperanças a cada vez que for preciso um
recomeço ou quando um novo caminho se pronunciar.  
Abro os olhos e me vejo invadida por um sentimento inefável. Sinto cada sonho, cada querer, cada certeza e cada inspiração correr e brincar dentro de mim.   

Sem me iludir de que tudo esteja em seu lugar, respiro fundo e sorrio sozinha. Lembro da canção e torço pra realizar. Às vezes, isso basta...

Nenhum comentário: